A Capital do Mergulho Ecológico.
Costa Verde & Mar de Santa Catarina.

VISITANTES APROVAM A ESTADA NA COSTA VERDE & MAR

Pesquisa de Demanda Turística mostra o perfil de turista da baixa temporada

A Costa Verde & Mar (SC) é consagrada no Brasil como um dos principais destinos turísticos. Mas não é apenas na temporada de Verão que a região atrai visitantes. Mesmo na baixa temporada o fluxo de turistas segue intenso. Para conhecer o perfil do visitante e entender suas expectativas por serviços e atrativos, foi realizada a Pesquisa de Demanda Turística. Realizado em parceria com o Sebrae/SC, o levantamento aponta que 97,4% dos visitantes aprovam a estada, 98,6% recomendam os municípios visitados e 97,9% pretendem retornar. Ao todo foram aplicadas 420 entrevistas no mês de julho nas cidades de Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Bombinhas, Camboriú, Ilhota, Itajaí, Itapema, Navegantes, Penha e Porto Belo. A margem de erro é de 4,8% e o coeficiente de confiança de 95%.

A amostra apontou que os participantes avaliaram a hospitalidade com 95,2% de aprovação e também deram nota superior a 93% para a oferta de hospedagem e 94,1% para os atrativos naturais. As avaliações também tiveram pontos positivos com relação à conservação e limpeza (86,6% de satisfação), sinalização (83,5%), segurança (83,8%), e oferta de lojas (81%). Os apontamentos seguiram na média quando os participantes foram questionados sobre as informações turísticas (77%), acessos aos municípios (76,6%) e trânsito (71,5%).

A Pesquisa de Demanda Turística da Costa Verde & Mar indicou que a maioria, mais de 90% dos entrevistados, reside no Brasil. O levantamento ainda deu detalhes das características de viagem selecionadas pelos visitantes. A maioria, 56,9% viaja com a família, sendo que 64% utiliza veículo próprio e mais de 75% está de férias ou a lazer. O gasto médio diário foi de R$ 276 com hospedagem, cerca de R$ 220 com lazer e alimentação, R$ 188 com compras em geral e menos de R$ 60 para transporte. Com relação ao tipo de acomodação, cerca de 32% dos entrevistados disse que ficaram na casa de parentes ou amigos, o mesmo número em meios de hospedagem e 25% na segunda moradia.

Sobre a organização da viagem, a pesquisa indicou que a maioria, 76,9% realizou por conta própria, 13,8% contaram com ajuda da internet e 7,1% pediram auxílio para as agências de viagens. Além disso, a amostra ainda apontou que quase 60% dos turistas conheceram a região com ajuda de amigos ou parentes, pouco mais de 18% já conhecia e cerca de 16% utilizou a internet.

Além de todos os aspectos positivos, a Pesquisa de Demanda Turística da Costa Verde & Mar também mostrou o que os visitantes menos gostaram durante a visita aos 10 municípios. Aproximadamente 20% dos entrevistados apontaram falhas no trânsito, mobilidade e sinalização, 8,8% citaram as condições das ruas e estradas e 8,6% indicaram a falta de infraestrutura urbana. Já pouco mais de 7% responderam a falta de segurança nas cidades ou na orla como um ponto negativo, 6% apontaram a falta de diversidade no comércio e 5,5% acreditam que as opções gastronômicas poderiam ser melhores. “No geral temos mais avaliações positivas do que negativas, mas fazemos questão de sempre buscar o melhor e nos qualificar. Com os apontamentos sabemos exatamente quais áreas devemos trabalhar mais para oferecer melhores serviços aos nossos visitantes”, afirma a presidente do Colegiado de Secretários de Turismo da Amfri, Zene Drodowski.

O gestor de projetos do Sebrae SC, Celso Orlando Pirmann, explica que a pesquisa de Demanda Turística da baixa temporada permite ainda ter uma visão aprofundada daquilo que pode melhorar e surpreender o visitante. “Conhecer o turista da baixa temporada nos ajuda a desenvolver atrativos que diminuem a sazonalidade, nos auxilia a compreender as necessidades dos turistas que buscam algo que vai muito além de sol e mar”, explica.

Municípios visitados e forma de reserva

A edição de 2018 da Pesquisa de Demanda Turística da Baixa Temporada trouxe algumas novidades. Apontou que, além dos municípios oficiais, os turistas costumam circular bastante pelas cidades da região. A maioria, 80,6%, realiza as visitas a lazer e 17,7% são motivados pelas compras.

Outra novidade da amostra está relacionada com a forma de reserva/locação das acomodações escolhidas. Mais da metade, 55% alinhou direto com o proprietário, 20% utilizaram as “OTA’s” (Online Travel Agencies - Agências de viagens online), como Booking, Decolar, TripAdvisor e similares, 17,5% contaram com apoio de imobiliárias e 7,5% usaram o AirBnB. 

O relatório da Pesquisa de Demanda Turística da Costa Verde & Mar está disponível no link https://turismo.bombinhas.sc.gov.br/downloads.

Data de publicação: 18/09/2018 - às 13:50

Desenvolvido por