A Capital do Mergulho Ecológico.
Costa Verde & Mar de Santa Catarina.

ABERTURA DA PESCA DA TAINHA DE BOMBINHAS 2016

Pesca artesanal de Tainha tem início em Bombinhas

A tainha é o nome de vários peixes da família dos mugilídeos, que se distribuem por todo o mundo. Elas vivem próximas dos costões rochosos e recifes, nas praias de areia e nos manguezais, onde se alimentam de grandes quantidades de algas. Elas formam grandes cardumes durante a migração reprodutiva, quando entram nos estuários.

 

Durante os meses de maio a julho, os cardumes de tainha saem da Lagoa dos Patos no Rio Grande do Sul, e sobem pela costa brasileira para fazer sua desova. Olheiros ou vigias, como popularmente são conhecidos, ficam de plantão nas praias e identificam o cardume no mar e avisam os pescadores na praia. A canoa-de-um-pau-só (monóxilas) é a embarcação utilizada para lançar a rede ao mar que são puxadas da praia pelos pescadores ou quem mais queira ajudar.

 

O dia 1º de maio é o marco de início da Pesca Artesanal da Tainha, que perdura até o dia 30 de julho, conforme Portaria do Ministério da Pesca e Aquicultura e do Ministério do Meio Ambiente Nº 04 de 14 de maio de 2015.

 

A proteção através de leis, se faz pertinente pelo fato da pesca artesanal da tainha tratar-se de uma característica da identidade cultural de todo o litoral de Santa Catarina, no caso bombinense uma das mais importantes e marcantes da identidade local aliada a outros costumes de extrema relevância na formação da memória, história e no conjunto de caracteres próprios, embora não exclusivos, que formam um povo.

 

O período de pesca, deixa quase todas as praias do Estado fechadas para a prática de esportes aquáticos, inclusive o surf. Por ser uma atividade que depende da observação dos cardumes no mar, os pescadores alegam que a prática destes esportes espantam os peixes, impossibilitando a realização do cerco. Esta regra também vale para as embarcações a motor, que nesta época devem evitar navegação a menos de 800 metros da arrebentação das praias e 80 metros, nos costões.

 

Para comemorar o início dessa atividade, que é muito maior que mais uma categoria de pesca, e sim um traço fundamental na identidade cultural bombinense e do litoral catarinense, a comunidade pesqueira local realiza no dia 8 de maio, domingo, às 10 horas, celebração na Praia de Bombas.

 

Esta cerimônia oferece a comunidade e visitantes um apanhado sobre a atividade, expõem fotografias de pescadores já falecidos, é ornamentada com objetos e artefatos relativos a função e reúne representantes dos 17 portos de pescas demarcados na península e pescadores tripulantes das 55 canoas de um pau só que o município possui. A celebração é realizada desde o ano 2010, encontra-se em sua sétima edição, e a Comunidade Pesqueira estende o convite a população em geral e visitantes.

Data de publicação: 02/05/2016 - às 17:05

Desenvolvido por